O que é scalping nas apostas desportivas?

Para muito além das apostas pré-live nos principais mercados disponíveis, como vencedor e número de golos nas partidas, o apostadores avançados podem investir em técnicas variadas para profissionalizar o trabalho de trader esportivo e aumentar os ganhos nos jogos. Dessa maneira, o scalping é uma das estratégias mais importantes para crescer nas apostas e variar os rendimentos. Para te ajudar, o sitedeapostas separou dicas completas para utilizar o scalping no seu dia a dia.

O que é o scalping?

O scalping é uma técnica que vem do trading financeiro, sobretudo da compra e venda de ações nas bolsas de valores. Basicamente, se tratam de operações muito rápidas de investir em ações na ‘baixa’ e vendê-las na alta, muitas vezes em intervalos de poucos minutos para aproveitar as variações.

Por exemplo, no cotidiano do day trade, o investidor escolhe uma ação por 100 € e, no intervalo de 10 minutos – até mesmo em alguns segundos para os mais experientes -, já negocia por 150 €, aproveitando a alta para faturar com porcentagens mais baixas, mas ainda com lucros.

A longo prazo e com valores condizentes com a realidade do trader, é possível realizar operações interessantes e com bons rendimentos para os profissionais, sobretudo na questão de margem de lucro em porcentagem.

Como usar o scalping nas apostas desportivas?

O scalping nas apostas esportivas é utilizado de maneira análoga ao day trading na bolsa de valores, com entradas em mercados – como se fossem ações – e retiradas rápidas para se aproveitar a margem de lucro.

Por exemplo, imagine que em um jogo do Campeonato Inglês, o Chelsea vence o West Ham por 2×0, fora de casa. O apostador que está assistindo o jogo pode identificar que tanto West Ham quanto Chelsea apresentam dificuldades para criar chances de golos. Assim, por volta dos 70 minutos, o trader pode fazer uma entrada de 100 € a odds de 1.65 para under 2.5, por exemplo.

À medida em que o jogo avança, a falta de golos torna a ocasião ‘under 2.5’ mais provável, ou seja, as odds caem. Nesse sentido, a tendência é de que o site de apostas ofereça pequenas margens de lucro para o cashout. Assim, por exemplo, aos 76 minutos, a plataforma ‘oferece’ 120 € para retirar a aposta. Assim, seis minutos após a entrada, o trader pode fazer uma retirada com lucro de 20 €.

Logo, o scalping nas apostas esportivas não se refere exatamente à uma ‘previsão’ estatística do resultado, mas de uma leitura do jogo que permite operações financeira de compra e venda, funcionando como uma ‘negociação’ com as casas de apostas pela posse das odds.

Dicas para usar o scalping nas apostas desportivas

Veja algumas dicas fundamentais para utilizar o scalping de maneira mais eficiente:

Escolha os melhores sites

Para realizar o scalping, é necessário que o site de aposta ofereça o serviço de cashout, já que é necessária a permissão para retirar os investimentos durante as partidas.

Opte por desportos que você conhece

Para operar com mais segurança, é fundamental conhecer as regras e o funcionamento do desporto em questão. Caso contrário, será difícil apostar apenas em prognósticos, já que é necessário entender as tendências momentâneas do jogo para realizar as entradas/retiradas.

Assista aos jogos

O ideal é que o apostador esteja assistindo o jogo para apostar no scalping, já que ele conseguirá ter uma visão mais apurada do andamento da partida e poderá escolher os melhores mercados para o momento.

Tenha controle emocional

É preciso ter muita calma e experiência no mundo do trader esportivo para lançar mão das técnicas de scalping, já que elas exigem frieza para trabalhar com margens muito curtas de riscos e também tendem a apresentar baixo rendimento, transformando a repetição constante em algo mais importante do que a aposta isolada.

Top 3 sites de apostas
Betway
Betway

100% do valor do depósito até 5.000MT em bónus de boas-vindas