Como o fator cansaço influência na NFL

Como sabemos, o futebol americano é um esporte muito físico em que os times precisam de jogar em altíssima intensidade para conseguir atingir os seus objetivos. Apesar da temporada regular contar com apenas 17 jogos, o cansaço não deixa de ser bastante influente na NFL.

Portanto, para guiar o apostador em sua jornada nas apostas desportivas pela NFL, separei alguns tópicos que vão te ajudar a identificar o fator cansaço no futebol americano.

A tabela como um vilão

Todas as rodadas da NFL (a partir da semana 2) contam com um jogo na quinta-feira. O chamado Thursday Night Football, no horário nobre da TV norte-americana, serve para todos os times da liga jogarem nesse horário pelo menos uma vez por temporada.

O Thursday Night Football parece inofensivo de cara, mas não é. Os times que jogam nessa data geralmente atuam no domingo anterior, ou seja, dando apenas três dias inteiros para a equipe descansar — segunda, terça e quarta.

Em um esporte tão físico como a NFL, ter só três dias para descansar é algo totalmente desgastante para os jogadores. Não é por acaso que os jogos do Thursday Night Football contam com uma incidência de lesão de até 20% a mais se comparado com jogos realizados em descanso normal na rodada de domingo.

Além disso, o Thursday Night Football também tem uma média de pontuação menor do que os jogos de outros horários. Isso acontece também devido a fadiga, visto que ataques cansados tendem a produzir menos.

Portanto, quando você analisar os jogos de quinta-feira, tenha um olhar diferente do que uma rodada normal de domingo. Os fatores são diversos para você ter uma abordagem bem distinta do que faria outrora.

Isso pode levar a boas oportunidades para apostar no Thursday Night Football, pois ao estudar detalhadamente você consegue se sobressair em relação à casa de aposta.

A defesa cansa mais que o ataque

Dentro da partida, você pode identificar alguns cenários em que o cansaço pode se manifestar nas jogadas e assim tirar proveito disso.

O cenário mais comum é quando um time fica muito tempo com a bola e obriga a defesa adversária a se desgastar bastante. Em linhas gerais, sempre a defesa cansa mais do que o ataque.

Geralmente a defesa tem mais problemas para se recompor fisicamente devido à natureza do futebol americano. A defesa é quem precisa correr atrás da bola, tornando a postura do sistema defensivo ativa. Já o ataque precisa ser passivo e reativo, ou seja, se defender da agressividade do oponente.

Pegue como exemplo a linha ofensiva. Os jogadores iniciam a jogada dando alguns passos para trás, procurando jogadores adversários para bloquear. Já o front seven adversário precisa agir primeiro e “agredir” a linha ofensiva com o ataque ao quarterback.

Esses detalhes, quando compreendidos sobre a dinâmica do futebol americano, fazem com que você entenda como o cansaço físico existe nos jogos de futebol americano e como a defesa geralmente é a maior prejudicada em situações de desgaste.

Jogar na altitude de Denver é sempre um fator relevante

Já é historicamente sabido que jogar na altitude influencia negativamente no desempenho dos jogadores. É preciso estar muito acostumado com esse tipo de situação para não ter perda no desempenho.

E, em Denver, os jogadores adversários precisam lidar com uma realidade bem adversa. O Empower Field at Mile High, estádio dos Broncos, está situado nas montanhas da cidade de Denver e com aproximadamente 1.600 metros de altitude.

A esse nível de altitude o organismo é influenciado de diversas maneiras e afeta o corpo em um nível biológico. Os rins produzem quantidades maiores de um hormônio chamado eritropoietina, que leva ao aumento da produção de glóbulos vermelhos, que transportam oxigênio para os músculos. Manter-se hidratado durante o processo de aclimatação também é crucial para ajudar o corpo a se ajustar com mais eficiência.

Após uma aclimatação bem-sucedida, o jogador que retorna a uma elevação mais baixa ainda sentirá os benefícios do aumento da contagem de glóbulos vermelhos por até duas semanas. Isso dá aos jogadores do Denver Broncos uma vantagem adicional, mesmo quando jogam fora do Mile High Stadium.

Jogar em Denver é difícil até mesmo para o melhor jogador de todos os tempos. O único time da NFL para o qual Tom Brady tem um recorde de derrotas na carreira é o Denver Broncos (8-9). Além de uma derrota para Peyton Manning, as outras vieram contra quarterbacks de menor expressão, incluindo Brian Griese, Jake Plummer, Kyle Orton e Brock Osweiler. Em um nível de jogo tão alto com os Patriots ao longo de sua carreira, derrotas contra quarterbacks desse tipo tem muito a ver com a altitude e a dificuldade de atuar em Denver.

Portanto, o jogador adversário sente um cansaço muito grande em Denver, com aquela sensação de “puxar o ar ele não vim”. Não é por acaso que vários jogadores utilizam balões de oxigênio entre um turno e outro.

Top 3 sites de apostas
Betway
Betway

100% do valor do depósito até 5.000MT em bónus de boas-vindas

Betwinner

Até 10.000MT em bónus de boas-vindas