Dicas para apostar na grama

A superfície de grama é um caso à parte no tênis. Além de ter poucas partidas na temporada, a grama é um piso bem diferente dos demais e algumas dicas são muito valiosas para apostas nessa superfície que muitos jogadores sentem dificuldade.

A força dos sacadores, mas só isso não basta

Como a superfície de grama oferece pouco atrito para frear a bolinha amarela, o jogo fica muito rápido nessas condições e acaba favorecendo tenistas que sacam muito bem. Mas se engana, que somente aces devem ser levados em conta ao analisar um sacador.

Às vezes, um jogador pode não sacar muitos aces, mas consegue exercer um poder de variação interessante nos games de serviço, e isso acaba confundido os adversários, pois um bom sacador é aquele que não é previsível. Roger Federer é um mestre em dificultar a leitura de devolução dos rivais, não por acaso o suíço é considerado o maior jogador de todos tempos na grama.

Em 2016, as estatísticas divulgadas pela IBM após o término de Wimbledon constataram que 71% das trocas de bolas ainda não passaram de quatro trocas. “Você não vê caras servindo e indo para rede com frequência, mas ainda é recompensador ter um grande saque e uma jogada agressiva na grama”, diz Sam Querrey, responsável por eliminar Nova Djokovic na edição de Wimbledon de 2016.

Ok, é muito importante sacar bem na grama. No entanto, jogadores como Andy Murray, Novak Djokovic e Rafael Nadal, têm ótimo histórico no piso e não têm como principal arma o saque. Acontece que a bolinha utilizada no tênis moderno é mais lenta e isso permite que jogadores muito sólidos e com ótima técnica consigam utilizar a velocidade do piso a favor.

Histórico no piso

O histórico dos jogadores na grama conta muito em uma análise de tênis, principalmente na grama. Saibristas, por exemplo, geralmente não se adaptam muito bem na grama, pois o piso é muito rápido.

O ex-jogador Fernando Meligeni, que foi um grande saibrista, escreveu em seu blog pessoal como era jogar na grama em seu tempo de tenista profissional: “Eu era um corredor e não era um primor devolvendo saque. Meu jogo se baseava na luta, na boa direita e na forte movimentação na quadra. Nada disso ajudava em uma quadra de grama rápida.”

Para se ter uma ideia, Meligeni venceu apenas um joga na grama em toda sua carreira — contra o argentino Guillermo Coria. Tamanha era a dificuldade do brasileiro de se adaptar ao piso verde.

Estado físico dos jogadores e histórico de lesões

Analisar física dos jogadores também é muito importante, pois a grama exige muito das articulações dos tenistas, já que as bolas quicam mais baixo do que em outras superfícies. Sendo assim, tenistas com problemas no joelho não são nada confiáveis na grama e é muito válido avaliar o histórico de lesões dos jogadores.

Além disso, como a grama é uma superfície escorregadia, muitos jogadores acabam torcendo o tornozelo ou agravam problemas já existentes no local.

Top 5 sites de apostas
Bet365

Até R$200 em bônus de boas-vindas

Betfair

Até R$400 em bônus de boas-vindas com o código ZBBL01

888sport

$40USD em apostas grátis*

Rivalo

Até R$777 em bônus de boas-vindas

Bodog

Até R$200 em bônus de boas-vindas