Os cinco melhores devolvedores de saque no saibro

Após o Australian Open, as atenções dos tenistas voltam para Roland Garros — segundo Grand Slam na temporada e disputado no saibro (terra batida). Como a terra batida é um piso lento, os saques não são tão eficientes como em superfícies rápidas e esse cenário beneficia os jogadores que tem facilidade na devolução de saque. Sendo assim, avaliamos os cinco melhores devolvedores de saque no saibro — com base em dados colhidos pela ATP nas últimas 52 semanas.

Rafael Nadal

Melhor jogador do saibro de todos os tempos, Rafael Nadal é o tenista que mais ameaça os games de serviço de seus adversários no circuito. De acordo com as estatísticas fornecidas pelo site da ATP, Nadal vence 41.4% dos pontos contra o primeiro serviço de seus adversários na terra batida — é o único jogador a ter mais de 40% nessa estatística.

O espanhol também é o único tenista que supera a barreira dos 40% na estatística de games vencidos no game de saque do oponente. Em alguns momentos, Nadal chega a devolver saques a cinco metros da linha de base. Isso porque ele ganha mais tempo para ler o saque e assim consegue mais êxito na devolução.

“Quando Nadal joga atrás, o saque naturalmente chega mais lento do que para os tenistas que devolvem perto da linha de base. Nadal também consegue fazer contato com a bola a uma altura menor. Tudo isso resulta em mais retornos dentro de quadra”, explica Craig O’Shannessy, um dos estrategistas mais conceituados no tênis.

Novak Djokovic

O piso preferido de Djokovic é o sintético, mas como o sérvio é o melhor devolvedor de saque de todos os tempos, ele também consegue ser muito eficiente nesse aspecto no saibro. Na lista dos cinco melhores devolvedores de saque, Djokovic lidera a estatística de break points convertidos.

Diferentemente de Nadal, Djokovic gosta de devolver próximo à linha de base. Não existe nenhum jogador no circuito que que consiga ter um “timing” de devolução tão eficiente como o do sérvio. Não por acaso, Djokovic consegue ter excelente aproveitamento de vitória contra sacadores.

Diego Schwartzman

Com apenas 1,69 m de altura, o argentino Diego Schwartzman é um dos jogadores mais competitivos do circuito e sua capacidade de devolução de saque é acima da média, principalmente no saibro — a sua superfície favorita.

Mesmo sem uma grande envergadura, o argentino apresenta uma ótima técnica para pressionar seus adversários na devolução de saque. Tanto que nem mesmo Nadal tem um aproveitamento de pontos vencidos no segundo saque do adversário quanto Schwartzman no saibro.

Gael Monfils

Um dos jogadores mais atléticos do circuito, o francês Gael Monfils tem sofrido com alguns problemas de lesão há alguns anos. Mas, ainda assim, sua capacidade técnica e inteligência para ler o saque de seus oponentes permanecem intactas.

Monfils gosta de mexer com o psicológico dos jogadores e varia muito na devolução, tanto no posicionamento quanto na velocidade dos golpes. Isso acontece porque o francês é ágil, tem ótimo poder de reação e é sólido dos dois lados.

David Goffin

Nas estatísticas do top 5 de melhores devolvedores, somente Nadal é melhor que o belga David Goffin no quesito pontos vencidos no primeiro saque dos adversários. De fato, Goffin tem um grande tempo reação e consegue aprofundar bem seus golpes — não por acaso, o belga tem um dos melhores contra-ataques do circuito.

O “problema” de Goffin está na conversão dos break points. Com 42.1% de aproveitamento, ele é o tenista do top de melhores de devolvedores que mais apresenta dificuldades para aproveitar os break points a seu favor.

Top 5 sites de apostas
Bet365

Até R$200 em bônus de boas-vindas

Bodog

Até R$200 em bônus de boas-vindas

Betwarrior

100% de bônus de boas-vindas até R$300

Betway

Até R$200 EXCLUSIVO em bônus de boas-vindas + R$25 grátis para apostar

Betfair

Até R$400 em bônus de boas-vindas com o código ZBBL01